Movida Rent A DevOps

Introdução

Sumário

JSL Holdings Ltda, detentora da Julio Simões Logistica (maior player LATAM de logística) comprou a Movida Rent a Car em 2013 para expandir o portfólio e abrir novas oportunidades no mercado de locação e venda de veículos mercados.

A JSL investiu em torno de R$ 1,8 bilhão na Movida, e multiplicou a receita em 21 vezes de R$ 58m para R$ 1,2b, em 3 anos. Com base nestes resultados de sucesso, a JSL Holdings Ltd planejou um IPO para a Movida.

Problemática

Para ser negociada em bolsa, a Movida teria que passar por uma auditoria. Porém a solução de software não estava de acordo com algumas normas de segurança.

O projeto começou em Dezembro de 2016, planejando a implementação de um processo de automátizado de publicação de software adotando DevOps em seu data center. Com os seguintes objetivos:

  1. segurança; nenhuma pessoa deveria acessar os servidores Linux. e
  2. produtividade; liberando recursos mais rapidamente para encurtar o time-to-market de novas features.

Solução

Implementação Técnica

Nosso primeiro objetivo era implementar o pipeline suportando CI/CD utilizando Jenkins, responsável por empacotar novas funcionalidades, criar um deployment e implementá-lo no data center. Além do deployment em produção, o pipeline também apoiou a criação de ambientes on-demand para homologação de recursos e coleta de feedback dos usuários.

Para ter um ciclo de aprovação mais rápido e controlado, migramos o servidor Git para dentro do data center. Através desta ação nós reduziu em 5 minutos (62%) do tempo total de deployment e aumentamos o controle sobre os acessos em seus repositórios.

A implementação de CI/CD utilizou Jenkins Pipeline para CI/CD, GitLab com autenticação LDAP, e Ansible como Configuration Manager. Um deployment completo leva cerca de 2 minutos desde o git push até o código estar em produção.

Além da implantação de um pipeline para CI/CD, também trabalhamos em uma estratégia de self-service para a execução de jobs sem acesso direto por SSH aos servidores. Rundeck entrou em cena, com configurações de RBAC e visibilidade sobre o histórico de jobs executados.

Impacto e resultados

Movida foi auditada em Janeiro 2017, no final de Janeiro de 2017 eles receberam a aprovação.

Duas semanas depois, em fevereiro de 2017, a Movida lançou seu IPO, marcado como o primeiro IPO brasileiro de 2017. Abrindo seu capital no dia 8 de Fevereiro de 2017, levantando cerca de R$ 645M.

Matheus Cunha
Matheus Cunha
Engenheiro de Sistemas e Mágico

Apenas um amante de tecnologia empoderando empresas com computação “high-tech” para ajudar na inovação (:

comments powered by Disqus